exapia
MENU
Imagem da área

Aplicações Práticas de IoT em Automobilística

SOBRE

CARGA HORÁRIA: 16 horas-aula

PERÍODO: 17 de março a 07 de abril / 2018

DIAS DA SEMANA: Sábados

HORÁRIO: 9h – 12h50

INVESTIMENTO TOTAL:
Público externo: 4 parcelas de R$148,75
Aluno, Ex-Aluno, Funcionário e Professor: 4 parcelas de R$133,88

FORMA DE PAGAMENTO:
Cartão de Crédito - Visa ou Mastercard (com cartão de crédito a matrícula pode ser realizada pela internet)
Cheque pré-datado – matrículas somente presencial
Boleto à vista – enviar e-mail para cursos.sjc@faap.br                 

CAMPUS: São José dos Campos

OBJETIVO:
Capacitar profissionais no desenvolvimento de aplicações de Internet das Coisas, abordando desde a parte conceitual até o desenvolvimento de aplicações reais conectadas, exclusivas para o segmento automotivo.

A QUEM SE DESTINA:
Engenheiros, técnicos em eletrônica, mecatrônica, computação, informática, Tecnólogos e Hobistas que desejam adquirir conhecimentos em Internet das Coisas aplicados ao segmento automotivo.

METODOLOGIA:
Aulas teóricas com foco em soluções inteligentes integrando uma rede de dispositivos móveis aplicados em Internet das coisas. Aulas práticas em laboratório utilizando plataformas microcontroladas e ferramentas livres. Utilização de ferramentas virtuais de simulação para validação de projetos.

PROGRAMA

Aula 01:
Introdução a interface de Arduino
Hardware Arduino
Gravação de programa
Lógica programação C

Aula 02:
Sensores e atuadores automobilístico
interface Arduino e sistema automobilsitico

Aula 03:
Conectividade via bluetooth
Desenvolv. Aplicativos plataforma para smartphone

Aula 04:
Testes e conexões sistema IoT com sistema Arduino automobilistico

DOCENTES

Alessandro Corrêa Mendes
Formado em Engenharia Elétrica/ Eletrônica, Mestrado em Mecatrônica pelo ITA e Doutorando em Engenharia Biomédica na UNIVAP. Professor na área de Sistemas Embarcados aplicados em diversas áreas como: Automação, Robótica, Equipamentos Médicos, Aeronáuticos e Indústrias.

A FAAP reserva-se o direito de alterar o corpo docente durante o curso em função de necessidades pessoais ou institucionais, não comprometendo a qualidade do curso.