lvcco
MENU
Imagem da área

Como colocar em prática projetos que repensam a cidade

SOBRE

CARGA HORÁRIA: 20 horas

PERÍODO: 16 a 30 de março/2019

DIAS DA SEMANA: Sábado

HORÁRIO: 09h - 14h

INVESTIMENTO TOTAL:
Público externo: 5 parcelas R$ 179,60
Aluno, Ex-Aluno Formado, Funcionário e Professor: 5 parcelas R$ 161,64

FORMA DE PAGAMENTO:
Cartão de Crédito - Visa ou Mastercard (com cartão de crédito a matrícula pode ser realizada pela internet)
Cheque pré-datado – matrículas somente presencial
Boleto à vista – enviar e-mail para cursos.sp@faap.br  

CAMPUS: São Paulo - Sede

OBJETIVO: 
Estimular a reflexão sobre como nos inserimos e nos relacionamos com a cidade e incentivar a aplicação desse conhecimento em pequenas ações com potencial transformador do espaço público.

A QUEM SE DESTINA:
Estudantes e profissionais de artes, comunicação, arquitetura, design e demais interessados por intervenções urbanas.

METODOLOGIA:
As aulas envolvem uso de slides, roda de conversa em sala de aula, caminhada pelo bairro e execução dos projetos em sala de aula. Não há avaliação.

PROGRAMA

Aula 1

  • Apresentação do curso
  • Reflexão e exercícios de empatia na cidade
  • Passeio pelo bairro com olhar atento e conversas
  • Proposição de atividade para próximo encontro: entrevista com pessoa na rua, experimentar outro meio de transporte etc.

Aula 2

  • Apresentação de iniciativas inspiradoras de intervenção urbana
  • Compartilhamento de impressões e percepções sobre iniciativas
  • Discussão dos problemas e soluções da cidade que já existem
  • Brainstorming e geração de ideias para soluções
  • Elaboração dos projetos
  • Divisão dos participantes nos projetos

Aula 3

  • Levantamento dos materiais e autorizações necessárias para cada projeto
  • Mobilização para reunir materiais e autorizações
  • Execução e documentação do projeto

Aula 4

  • Finalização dos projetos
  • Debate com a sala sobre processos e resultados

DOCENTES

Carmen Guerreiro
Jornalista e historiadora em formação pela USP. Trabalhou por 12 anos como repórter e editora para revistas e sites de educação e sustentabilidade. Hoje tem um estúdio de design e conteúdo (Desformatados) e copilota o Formiga-me.

Fernanda Carpegiani
Jornalista com mais de 10 anos de experiência em reportagem e produção de conteúdo. Recebeu o Prêmio Editora Globo de Jornalismo 2013 na categoria Brasil com a reportagem “Infância às margens do São Francisco”, publicada na revista Crescer. Além de copilota do Formiga-me, faz parte do coletivo Ocupe&Abrace, que cuida de uma praça na Pompeia.