extjv
MENU
Imagem da área

Jardins Verticais: Técnicas e Tendências

SOBRE

CARGA HORÁRIA: 8 horas

PERÍODO: 31 de janeiro /2018

DIAS DA SEMANA: Quarta

HORÁRIO: 9h –17h10

INVESTIMENTO TOTAL:
Público externo: 3 parcelas de R$131,67
Aluno, Ex-Aluno, Funcionário e Professor: 3  parcelas de R$118,50

Ou 

CARGA HORÁRIA: 8 horas

PERÍODO: 24 de março /2018

DIAS DA SEMANA: Sábado

HORÁRIO: 9h –17h10

INVESTIMENTO TOTAL:
Público externo: 3 parcelas de R$131,67
Aluno, Ex-Aluno, Funcionário e Professor: 3  parcelas de R$118,50

FORMA DE PAGAMENTO:
Cartão de Crédito - Visa ou Mastercard (com cartão de crédito a matrícula pode ser realizada pela internet)
Cheque pré-datado – matrículas somente presencial
Boleto à vista – enviar e-mail para cursos.sp@faap.br  

CAMPUS: São Paulo – Sede

OBJETIVO:
O objetivo deste curso é apresentar técnicas atuais para projetar e implantar jardins verticais, assim como orientar na seleção da técnica mais adequada a cada situação e escolha da vegetação de acordo com os preceitos botânicos e finalidades estéticas. Ainda, o curso fornece conhecimento para o profissional implantar jardins verticais em áreas internas e externas e, também, para mantê-los sempre bonitos e saudáveis.

A QUEM SE DESTINA:
Paisagistas, arquitetos, designers de interiores, estudantes e makers.

PRÉ-REQUISITOS:
É necessário um conhecimento básico sobre desenho técnico: planta baixa e elevação,  para melhor aproveitamento do curso.

METODOLOGIA:
No início da aula será apresentada uma situação, os alunos se apropriarão de uma técnica apresentada e defenderão seu modelo, como mais adequado, estético e necessário para aquela situação. As defesas serão seguidas de debate, explicações, complementações e instruções sobre a viabilidade das propostas.

PROGRAMA

Etapa 1: Apresentações entre alunos e professor, da proposta do curso e de uma situação que requer um jardim. A situação funciona como um meio de apreender as técnicas comparativamente, utilizando uma situação como ferramenta de trabalho.

Etapa 2: Definições, breve histórico, influências do jardim vertical ao meio ambiente, perspectivas acerca de um novo perfil para a cidade e legislação.

Etapa 3: Técnicas atuais para projetar e construir jardins verticais.

Etapa 4: Seleção da técnica mais adequada. Avaliação da área, escolha dos vegetais, iluminação, irrigação, manutenção e investimento.

Etapa 5: Lab.: Formação de equipes e desenvolvimento de proposta. Croquis.

Etapa 6: Apresentação dos croquis e defesa das propostas. Avaliação das propostas apresentadas.

DOCENTES

Profa. Patrícia Alvarenga
Bióloga formada pela Universidade Mackenzie, pós-graduada em Pericia, Auditoria e Gestão Ambiental pela Faculdade Oswaldo Cruz. Idealizadora do 1º Congresso Nacional de Paisagismo Online (CONAPA). Atuou como paisagista em escritórios de paisagismo, no Shopping Garden Tatuapé de São Paulo, desenvolveu projetos paisagísticos e acompanhou a implantação no clube e no Centro de Treinamento do S.C. Corinthians Paulista, foi responsável pela implantação do setor Garden das lojas Etna de São Paulo. É parceira no PPStudio-Espaços Criativos, escritório que desenvolve projetos de interiores, arquitetura e paisagismo, e atua como professora no curso Técnico de Paisagismo do IBRAP-Instituto Brasileiro de Paisagismo.