Faça Valer. Faça FAAP.

Raciocínio Jurídico na Sociedade Atual: Teoria e Prática

Não há vagas disponíveis para esse curso.
Avise-me

DATAS A DEFINIR

FORMA DE PAGAMENTO:
Cartão de Crédito - Visa ou Mastercard (com cartão de crédito a matrícula pode ser realizada pela internet)
Cheque pré-datado – matrículas somente presencial
Boleto à vista – enviar e-mail para cursos.sp@faap.br      

CAMPUS: São Paulo – Sede

OBJETIVO: 
Ao final do curso, o aluno será capaz de:

  • Discutir o papel específico do raciocínio no campo do Direito;
  • Identificar as diferentes modalidades de argumentação que caracterizam o raciocínio jurídico em seu cotidiano pessoal e profissional;
  • Compreender os pressupostos e as consequências da utilização das diferentes modalidades de raciocínio jurídico;
  • Relacionar os problemas atuais do raciocínio jurídico com as transformações e os desafios da sociedade globalizada, tecnológica e midiática que marca o mundo contemporâneo;
  • Refletir criticamente sobre os resultados a que diferentes raciocínios jurídicos conduzem nas decisões dos casos concretos, em especial nas decisões do Poder Judiciário brasileiro.

A QUEM SE DESTINA:
Este curso se destina a profissionais, agentes públicos e estudantes da área jurídica. Também pode interessar a estudantes de outras áreas (Comunicação & Artes, Administração e Relações Internacionais, por exemplo) que desejem compreender melhor o problema da aplicação das leis em nossa época.

METODOLOGIA:
Aulas participativas, combinando a parte expositiva do curso com atividades práticas, baseadas em diferentes métodos de ensino do Direito (análise crítica de imagens, leitura dirigida de textos, debates, role-play, jogos etc.).

COORDENAÇÃO DOS CURSOS DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO:
Prof. Dr. José Roberto Neves Amorim

Tema 1:
Existe raciocínio jurídico?

Tema 2:
Existem diferentes modalidades de raciocínio jurídico?

Tema 3:
 Raciocinar juridicamente é raciocinar logicamente?

Tema 4:
Raciocinar juridicamente é raciocinar politicamente?

Tema 5:
Raciocinar juridicamente é raciocinar a partir de leis e precedentes próprios do sistema jurídico?

Tema: 6:
Raciocinar juridicamente é raciocinar a partir de princípios da ética e da moralidade política?

Prof. Dr. Carlos Batalha da Silva e Costa
Professor Adjunto, Coordenador de disciplinas e integrante do Núcleo Docente Estruturante da Faculdade de Direito da FAAP; Possui graduação em Direito pela Faculdade de Direito da USP; Graduação em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP; Mestrado em Teoria do Direito pela Faculdade de Direito da USP; Doutorado em Filosofia pela Faculdade de Filosofia da USP; No período de 1999-2010, foi pesquisador associado do Núcleo de "Direito e Democracia" do CEBRAP; Autor das obras: "Filosofia do Direito" (com Marcos Renato Schahin / Editora Saraiva) e "Nas Fronteiras do Formalismo: a Função Social da Dogmática Jurídica Hoje" (com José Rodrigo Rodriguez e Samuel Rodrigues Barbosa / Editora Saraiva).

“A FAAP reserva-se o direito de alterar o corpo docente durante o curso em função de necessidades pessoais ou institucionais, não comprometendo a qualidade do curso.

Observaçao: É facultado a FAAP o cancelamento ou o adiamento do curso no prazo de até dois dias antes da data prevista para seu início, hipótese em que será restituído ao candidato o valor pago, no prazo de dez dias úteis a contar da data em que o candidato informar, por escrito, os dados de conta corrente bancária para a restituiçao. Nos cursos ministrados em mais de um módulo, é facultado também a alteraçao dos dias e horários de aulas do(s) módulo(s) subsequente(s), caso seja necessária a reorganizaçao de turmas.

Topo